segunda-feira, 27 de abril de 2009

Ajudá-los a viver, ajudarmo-nos a viver



Na qualidade do que é solidário, nem sempre está o ser humano apto a sê-lo. Quem traz consigo essa qualidade acaba virando uma referência, no mundo de hoje, de exemplo a ser seguido. Destaca-se a solidariedade como algo excepcional e não como algo natural de um viver em sociedade, já que o individualismo é que se sobressai como sendo algo "demasiadamente humano". Na Colômbia, uma professora de um bairro pobre de Cáli, Ana Julia Torres, cuida, há mais de dez anos, de qualquer espécie da fauna – animais abandonados pelos donos e os resgatados de circos, dentre outros casos - no centro de reabilitação Vila Lorena. Aqui no Brasil, o projeto voluntário SOS Passarinho Caído no Ninho é originário do trabalho de Silvana Cutello, servidora pública, que cuida de pássaros doentes e feridos, há onze anos. Quantas Anas ou Silvanas existem pelo mundo afora? O despertar para a solidariedade ainda se esbarra muito no individualismo. Ações egoísticas e o materialismo são alguns fatores que impedem alguém de ser solidário. O que se vê em alguns casos é uma pseudo-solidariedade, resumida a atos isolados e, por certo, inexpressivos, onde não há um engajamento maior e, de certo, nem se quer isso. Tudo parece conspirar para que o individualismo triunfe sempre, mesmo na iminência necessária de uma conscientização social e ambiental. Sim, há muito que se lutar para que haja uma vitória da solidariedade sobre o individualismo. Fato é que, por mais que se busque a qualidade de solidário no ser humano, este nem sempre estará apto a sê-lo. O ideal seria que cada um fizesse a sua parte, participando ou não de projetos voluntários das várias Anas e Silvanas que devem existir por aí. Agir. No melhor das conseqüências, com certeza, estar-se-ia construindo uma via de mão-dupla, onde ajudando o próximo (animal humano ou não-humano) estar-se-ia ajudando a si próprio.


Solidariedade de professora salva animais maltratados
http://noticias.ambientebrasil.com.br/noticia/?id=45206

Silvana Cutello, a protetora dos pássaros doentes e feridos
http://noticias.ambientebrasil.com.br/noticia/?id=45209

Um comentário:

Val disse...

Dibby minha cara... vc por aqui tbm??? oq tem feito??

grande abraço!!!

ah, achei seu fotolog, mas nao pude comentar... :(