segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O ponto de mutação

Francis Bacon mudou o objetivo da investigação científica: se, antes dele, era a vida em harmonia com a natureza, a compreensão da ordem natural e a sabedoria, a partir de Bacon, o objetivo passou a ser o conhecimento com fins de domínio da natureza.
Para ele, da natureza deviam-se extrair os seus segredos, sob tortura, da mesma forma que se faziam com as mulheres nos julgamentos de bruxas do começo do século XVII. Transformações como esta estavam apenas dando o seu pontapé inicial no controle da natureza, onde o mundo viria a ser tido como uma máquina.

O ponto de mutação - a ciência, a sociedade e a cultura emergente, um livro de Fritjof Capra.

Nenhum comentário: