quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Bons Amigos

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

Abraça o meu abraço

Arnaldo Antunes / Aldo Brizzi - 2002

abraça o meu abraço e abre aspas e couraça e casaca e roupa até o polpa o nervo a voz antes da boca aonde a mesma brasa ilesa siamesa dorme acesa embaixo dágua abraça o breu do meu abraço e sua o seu no meu suor na nossa massa mancha que absorve engole goma o seio soma o seu no meio meu aberto peito perto alcança o céu no vôo cego que amalgama à nossa sombra a escuridão que orbita em volta cruza a curva de um contorno que devolve ao mesmo a sua carne pele em forma líquida abraçada nesse agora que me abraça e que me abraça e que me abraça e que me abraça

© Rosa Celeste Editora (Universal) / PH Music

Calor aqui se faz

CalorcAlorcaLorcalOrcaloR
CalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalor
cAlorcaLorcalOrcaloR
CalorcAlorcaLor
calOrcaloR
CalorcAlorcaLorcalOrcaloR
Calor
cAlorcaLor
calOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOr
caloRCalorcAlorcaLor
calOrcaloRCalor
cAlor
caLorcalOrcaloR
CalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlor
caLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOr
caloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloR
CalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalor
cAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLor
calOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloR
CalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloRCalorcAlor
caLorcalOrcaloRCalorcAlorcaLorcalOrcaloRdaPORRA!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

The Strokes

Oooooh
Some people think that are always right
Others are quiet and uptight
Others they seem so very nice nice nice nice nice oh oh
In fact they might feel sad and wrong

Oh no
twenty nine different atributes
And only seven that you like, oh oh
twenty ways to see the world, oh oh
Or twenty ways to start a fight oh oh

Oh don't dont don't
Get out!
shh-shh-shh...I can't see the sunshine
I'll be waiting for you baby
'Cause I'm true
Sit me down
Shut me up
I'll calm down
And I'll get along with you

Ooooooo-ooooo-ooooooh
A man don't notice what they got
oh Women think of that a lot
one thousand ways to please your man oh oh
Not even one requires a plan, i know
Countless odd religions too
It doesn't matter which you choose
a stubborn way to turn your back
oh, this I've tried and now refuse

Oh don't don't don't
Get out!
shh-shh-shh...I can't see the sunshine
I'll be waiting for you, baby
'Cause I'm true
Sit me down
Shut me up
I'll calm down
And I'll get along with you

Alright..
Shut me up
Shut me up up up up up
And I'll get along with you...

Lá vou eu!

Quando as coisas poderiam ser diferentes... Ajudando a UPAS e pensando mais sobre os animais abandonados... Ainda não sei quais medidas a serem tomadas de fato, o que é certo, nem errado, exatamente. Mente confusa, coração partido. Compaixão em alta. Dúvidas. Muita vontade de que as coisas mudem em prol dos animais. Odeio cada vez mais os humanos.


Na foto, filhote Branquela. Morreu, não se sabe a causa. Abrigo em Simões Filho.

Destino-me


"A tragédia da morte consiste em que ela transforma a vida em destino", André Malraux.