terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Lamentável

Eu li um texto muito bom, outro dia, que dizia que não devemos hierarquizar preferências entre barbáries. Fato. Andam divulgando no Facebook a imagem ao lado. A única coisa que eu penso é que, sim, estão hierarquizando crueldades e exigindo que a compaixão limite-se a casos quem envolvam apenas seres humanos. Lamentável.

O caso do yorkshire, para mim, que leio diariamente sobre casos de pessoas que maltratam e matam de forma cruel todo tipo de animal, tomou a proporção que tomou, virtualmente, porque estava gravado em vídeo. A realidade retratada não é só a do yorkshire, mas é a de muitos outros animais, que são torturados e mortos pela nossa espécie, de forma violenta.


Algumas horas de manifestações indignadas por um ato de crueldade a um cão foi algo inusitado e devem ser ressaltadas como algo positivo, uma compaixão alargada, o que é raro. Albert Einstein dizia que "nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando nosso círculo de compaixão para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá atingir completamente este objetivo mas, lutar pela sua realização, já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior", mas quem se importa? O que eu sigo questionando é que, todo santo dia, cães morrem de forma absurda e não é divulgado na imprensa e, muito menos, causa indignação, nem no mundo real, nem no virtual.

Não foi o tipo de tecnologia utilizado que determinou uma reação na Internet? Uma pessoa que compartilhou e se comoveu com o caso do yorkshire, não se comove com o caso da senhora da foto? O questionamento do por que não se compartilha esse tipo de informação da senhora deve ser feito em cima da história do yorkshire, reclamando tão somente para a espécie humana casos que envolvam a compaixão e a revolta, ou deve ser feito acerca da banalização das atrocidades humanas para com os próprios humanos? Não devemos mais nos revoltar com casos de crueldade praticada por humanos contra animais porque seria moralmente errado? Einstein diria para termos cuidado, pois "o mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade".

Por fim, não se preocupem: ninguém está mais preocupado com cães do que com senhoras; vamos ver qual próxima tecnologia vídeo/foto causará mais impacto em qualquer caso de crueldade. Enfim, não compartilhei esse tipo de imagem. Só lamento que a compartilhem.

Nenhum comentário: