terça-feira, 4 de setembro de 2012

Flores em você

De nada servem as praças, se lhes furtam as flores.

Foto: Adriana Costa Tourinho

As da foto são do meu jardim.

domingo, 2 de setembro de 2012

Outro

Saber que não estamos sós é bom quando nos vemos numa situação na qual não suportamos lidar com o que nos é externo e nos sufoca internamente. Gritamos a presença de outrem para compartilhar alegrias e tristezas, porque não suportamos encará-las a sós. O outro, outro ser solitário. Estar só consigo mesmo não deve ser ruim. Ruim é ter que estar com os outros e ter que suportá-los, seja por conivência, por situações que a vida impõe, por medo... Sentir um vazio quando se lembra com detalhes de um fato que ocorreu e saber que ninguém mais compartilha dessa memória, deveria ser aplaudido por dentro. O que o outro lembra ou sente não deve interferir no que se sente ou lembra. Você é quem sente e lembra. O outro é apenas o outro. O sentimento de solidão e/ou de menos valia tentará eclodir e cabe a você não deixá-lo vir à tona às custas dos outros. Os outros... São tão solitários também. Histórias contadas com um tom de aventura, drama, romance, por você. Reprovar o que se viveu num momento em plenitude, sozinho, é negar a sua própria existência. O outro, quer se queira ou não, sempre será o outro, diferente de nós, ao passo, que nós seremos sempre diferente dos outros porque "outro" também somos.