domingo, 7 de julho de 2013

Cada vez estou mais só, mais abandonado.
Pouco a pouco quebram-se-me todos os laços.
Em breve ficarei sozinho.


Fernando Pessoa, 1914


Nenhum comentário: