segunda-feira, 4 de novembro de 2013

E quanto às plantas?

Quem argumenta sobre as plantas o faz tão somente para invalidar o argumento sobre a senciência dos animais não-humanos. Até parece que são pessoas sensíveis à causa, mas não são não. Então, como discutir sobre plantas com pessoas que não entendem o sofrimento dos outros animais? Ainda que pertinente a afirmação de que as plantas sentem também, quem já abraçou a causa animal, com certeza arranjaria modos de discutir isso e abraçaria a defesa das plantas. E ainda há aqueles que perguntam se a vida do animal não-humano é mais importante do que a de um animal humano, indignados... Essas perguntas são frutos apenas de um individualismo e limitação da compaixão. E eu pergunto, são vocês sensíveis a outros humanos, pra início de conversa.

Nenhum comentário: