terça-feira, 15 de abril de 2014

Meu cão, Dexter


Passei um sufoco danado hoje! Dexter, com medo do caminhão de lixo, conseguiu sair das garras da coleira e "ganhou o mundo..." Pense numa pessoa em pânico, tentando manter a calma?! Foram os piores minutos que vivi esse ano! Consegui, chamando-o pelo nome, guiá-lo para um local, no qual ele teve momentos de glória com a liberdade provisória e com o meu pânico visível, lógico, até que consegui pegá-lo! Eu, tremendo feito vara verde, andando com ele até o carro e o safado, alegre, feliz e satisfeito, como se nada tivesse acontecido.


Nenhum comentário: