segunda-feira, 26 de maio de 2014

Educar é preciso

Muita gente reclama de que o governo não investe em educação, mas não vejo ninguém reclamar da qualidade de ensino. Escola tem. Podem melhorar, sempre, em estrutura e qualidade de ensino, e cada vez mais escolas. 

Qualidade e compromisso com a educação. Deixar nas mãos daqueles que governam a culpa pela falta de educação do brasileiro é fácil. Mal-educados somos todos nós. A educação está aí, mas ninguém está aí para a educação. 
Boneca Blythe por Herzlichkeiten, via Flickr.

Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. 

O artigo acima está previsto na Constituição Federal vigente, a qual chama a sociedade para participar, juntamente com governo, do incentivo e promoção da educação. Só que a nossa sociedade atual parece estar preocupada só em reclamar do governo, esquecendo-se da sua omissão perante uma educação mal administrada e absorvida ao longo das gerações e o que é pior, passada adiante.

Reclamam, mal-educados. Gritam, sem voz de mudança. A educação vem de berço, e o berço do brasileiro não é, nem nunca foi aquele famoso de ouro. Se não gostam do governo atual, merecem o governo que tem. De nada fizeram e muito menos fazem para mudar. Manifestar-se nas ruas é válido, exigindo por educação... Ideal mesmo é que seja com educação, sem jogar papel ou lata de cerveja no chão! Valores estão deturpados. Educar é preciso.


Nenhum comentário: