quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Bostanaro

Bolsonaro comporta-se como se estivesse falando piadinhas pesadas - tão rechaçadas hoje em dia - num bar. Um apolítico com  vibe de "garotão escrotão",  com um monte de seguidores... Claro, um exemplo de honestidade para uns 70 mil e mais, um respondão que tem ideias "fantásticas" como a do requisito obrigatório para estupradores de tratamento químico (hail!). Que jamais pedirá desculpas a ninguém. Um verdadeiro herói nacional que emerge da suja política brasileira de mãos limpas e cara lavada: que venha a tortura, que volte a ditadura. E todos seguem aplaudindo eufóricos a aberração política, da mesa do bar.

Nenhum comentário: